Vamos conhecer + 2 grandes nomes super confirmados

Vamos lá...
CONAOVI - pequeno
Ariel Coelho

Prof. Ariel Coelho é pesquisador em voz cantada desde a década de 90, cientista vocal em atuação e conferencista em congressos nacionais e internacionais sobre voz cantada; fundador e principal expoente da Antropofisiologia Vocal, sistematizador da atual fundamentação teórico-metodológica no/do processo de ensino-aprendizagem dos Drives Vocais no Brasil. Cantor profissional há 27 anos, multinstrumentista, professor de canto e técnica vocal há 22 anos, fundador/presidente do Instituto Rock Voice (IRV), fundador/presidente do Instituto Brasileiro de Canto Contemporâneo (IBCC). Fundador/presidente do Instituto FreeStyle Singing (IFSS), membro da The Voice Foundation (EUA), da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia (SBFa) e da Fundação Otorrinolaringologia (FORL). Professor do Curso de Especialização em Voz Profissional da FONOHOSP Brasil (MG), do Núcleo de Excelência em Canto da Faculdade de Música do Espírito Santo (FAMES/ES). Professor-convidado do Curso de Atualização em Voz Profissional Cantada do Instituto de Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço (IOCP), da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de São Paulo/SP (UNIFESP), do Núcleo de Aperfeiçoamento em Voz (MG), da Faculdade de Música Souza Lima (SP), do Conservatório de Música da Universidade Federal de Pelotas (UFpel/RS), das Faculdades EST (São Leopoldo/RS), da FONOARTES (RJ), da Escola Cultura de Música (GO), da Adademia do Rock (PR), do Espaço da Voz (MG), do PAINEL DA VOZ (BA), da Escola de Canto Porto Alegre (RS) e do Canal CIFRACLUB.

Coorientador de Trabalhos de Conclusão de Curso (TCCs) dos Cursos de Graduação em Fonoaudiologia na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e na Universidade do Estado da Bahia (UNEB), bem como dos Cursos de Especialização em Canção Popular: Criação, Produção Musical e Performance (Faculdade Santa Marcelina/SP) e Fundamentos em Voz (Faculdades Unyleya); é lead vocal das bandas CODA Classic Rock, Brazilian Pink Floyd e Ed Hunter.

O seu trabalho resulta do conjunto de suas práticas e pesquisas (téoricas e experimentais) em pedagogia vocal, realizadas desde a década de 90, como resposta à enorme lacuna da pedagogia vocal relativamente ao ensino do canto popular em todos os seus nuances e matizes, num esforço didático-pedagógico contínuo, para uma sólida sistematização teórico-metodológica em termos de Canto Contemporâneo, passando pelos mais avançados estudos científicos em voz profissional cantada, desdobrando no esclarecimento da plasticidade fisiológica da voz humana, bem como da prática antropológica do fenômeno do crossover estético-vocal, visando viabilizar/legitimar na teoria e na prática os diversos estilos que compõem o canto popular. Nessa direção, acabou estabelecendo as bases para o surgimento da Antropofisiologia Vocal, que não é senão um campo de estudo e intervenção em voz profissional cantada, resultante da unificação dos conhecimentos produzidos interdisciplinarmente pelas Ciências da Voz, desdobrando num corpo teórico-metodológico sistemático e cientificamente sustentado, legitimando e viabilizando o Canto Contemporâneo em todas as suas nuances e matizes.

Atualmente, além de workshops temáticos, masterclasses, cursos intensivos esporádicos e cursos livres no formato EaD (Drives Vocais: Memórias de Acesso; Singing On The Road, Rock Di Vocci; Webcanto). Ministra regularmente sessões de vocal coach e cursos extensivos de formação específicas (Canto Contemporâneo; Didática do Canto Contemporâneo; Ciências Vocais e Canto Contemporâneo; Drives Vocais; Técnica Vocal Rock) em algumas das principais capitais do Brasil (São Paulo/SP, Rio de Janeiro/RJ, Belo Horizonte/MG, Goiânia/GO, Brasília/DF, Vitória/ES, Curitiba/PR, Florianópolis/SC e Porto Alegre/RS) e seus trabalhos teórico-metodológicos fazem parte da programação regular de congressos e simpósios nacionais e internacionais de Fonoaudiologia, Otorrinolaringologia e Canto.

Sérgio Anders

 

            Sérgio Anders é membro honorífico da Sociedade Estadunidense de Músicos Pi Kappa Lambda National Music Honor Society.

            Bacharel em Canto na classe da Prof. Dra. Mônica Pedrosa (UFMG 2000), Licenciado em Música (UFMG 2003), Especialista em Música de Câmara Brasileira, sob a orientação do Prof. Dr. Mauro Chantal (UEMG 2003), Mestre em Performance Vocal (2010) pela University of North Dakota, nos EUA, sob a orientação dos professores Dr. Towne, Dr. Christopherson e Dr. StPierre. Especialista em Música Antiga (Indiana University – Jacobs School of Music 2012), sob a orientação do Prof. Paul Eliott, Anders também é Doutor em Música pela UFMG (2018), sob a orientação da Prof. Dra. Ana Cláudia Assis. Seu trabalho de campo de doutorado se deu na Itália, onde teve, como tutor, o professor Marco Beghelli, da Università di Bologna.

            Ex-Coordenador do Curso de Música do CEFAR – Palácio das Artes, cantor efetivo e ex-chefe de naipe dos contraltos do Coral Lírico de Minas Gerais, Sergio Anders é ex-integrante do naipe dos contraltos do Coral Ars-Nova UFMG, onde também foi chefe de naipe; já pertenceu aos grupos Coro Madrigale e Camerata Antíqua de Curitiba, época em que se tornou aluno da grande mestra Neyde Thomas.

            O contratenor já recebeu os seguintes prêmios: semifinalista no “The American Prize 2010”, na categoria Art Song (Men); Anthony and Olimpia Barbera Music Scholarship Fund, Willi Apel Early Music Scholarship, e o Artistic Excellence Award, da Jacobs School of Music; UND Graduate School 2012 Creative Exhibition Award, por sua dissertação de mestrado, tendo como tema as Cinco Canções Folclóricas do Nordeste Brasileiro para Canto e Piano, do compositor brasileiro Ernani Braga.

            Seu debut em ópera foi no papel de Cherubino em Le Nozze di Figaro de Mozart, mas já interpretou La Musica e Pastore II em L’Orfeo de Monteverdi, Suor Dolcina em Suor Angelica de Puccini, Ahmal em Ahmal and the Night Visitors de Menotti, Gherardino em Gianni Schicchi de Puccini, Nerone em L’incoronazione di Poppea de Monteverdi, dentre outras. No gênero oratório, Sérgio Anders tem sido convidado como contralto solista para a performance de grandes obras, tais como o Magnificat, Missa Luterana, Missa em Si Menor e a Cantata 161 de Bach, O Messias, Nisi Dominus e Dixit Dominus de Handel, Requiem de Mozart e Duruflé, dentre outras.

            Como professor, Sergio lecionou “Canto” e “Música de Câmara” no Conservatório Estadual Padre José Maria Xavier, em São João del Rei(MG), “Canto” no CEFAR Palácio das Artes, “Canto” e “Técnica Vocal” na Universidade Federal de Minas Gerais, bem como “Canto” e “Fisiologia da Voz” na Universidade do Estado de Minas Gerais.

            Atualmente é Professor de Ensino Superior na Escola de Música da Universidade do Estado de Minas Gerais.

CONAOVI-2019

© 2019 - Paz Desenvolvimento Musical/Brasil - todos os direitos reservados.
CONAOVI é um congresso desenvolvido pela Paz Desenvolvimento Musical e seus parceiros. Tecnologia da Bytes Comunicação e Ti.